quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

JUNTOS SOMOS FORTES

CLIQUE AQUI!!!




ESTEJA AQUI

2 comentários:

xistosa disse...

Depois de se ouvir aquele "hino", ficamos sem palavras ...

xistosa disse...

Não tem nada a ver com esta postagem.
Casamento não é prisão!!!!!!!
PONTO FINAL !!!!!!!
Se cada um for o prato duma balança convencional, o fiel, (o ponteiro que quando os pratos estão com o mesmo peso, equilibrados, está na vertical), deverá estar a apontar o céu para quem é católico ou religioso.
É o estado mais bonito duma relação, eu que vivi no tempo em que dar um beijo na cara da namorada era quase um crime.
Agora, depois de casados, além das relações sexuais, que, quer queiramos quer não, são o equilibrio, tanto fisiológico, como mental, se soubermos, continuamos a namorar.
Eu moro numa moradia com dois pisos, r/chão e andar e ainda um quarto e arrumos num 3º piso que aqui chamamos de recuado, pois não fica à face das fachadas, quer príncípal, quer das trazeiras.
No andar tenho 3 quartos e dois "banheiros completos."
No r/chão, fica a sala, a cozinha, um escritório que foi feito para a minha mulher, (era um quarto)e onde tenho centenas de livros, um banheiro de serviço, sem duche e uma parte envidraçada, aqui chamamos marquise, que será um prolongamento da cozinha.
Ao fundo do quintal, tenho a garagem, onde o carro nunca entrou, eles não se queixam, ficam na rua e de manhã é só arrancar ...
São feitos para durarem 16 anos, mas ao fim de quatro, convém trocar, por causa dos impostos, isto no meu caso.
Ao lado da garagem fiz uma sala com 40 m2, onde tenho o estirador, milhemtos livros, um sofá, uma mesa com 4 cadeiras e as secretárias onde estão 3 computadores normais.
Tenho o meu estirador de desenho, onde fazia projectos de águas e saneamento e o portátil que me liga à internet.
Tenho um televisor do tamanho que escolhi e agora não consigo deslocá-lo.
Tenho mais um pequeno banheiro sem duche.
Tenho duas parabólicas e telefone interno, além do normal por onde recebo o ADSL da internete.

Ás vezes, ligo para a minha mulher e peço-lhe para vir namorar para o sofá.
Muitas vezes acabamos na carpeta, mas é isto que um casamento tem.
A reciprocidade de sentimentos e consentimentos, sem violências físicas ou verbais e com consentimentos.

Nunca poderia ser contra o casamento ...
Podem pensar isso de mim, mas o que escrevo não é o que penso e o que penso não é o que escrevo.
Ás vezes nem eu sei se estou a escrever a verdade ... para mim mesmo!!!!