terça-feira, 9 de outubro de 2007

CAVALARIA

Beleza e charme a galope na PM
Camilo Coelho - Extra
09 de Outubro de 2007

RIO - Misturando a sensibilidade feminina com a força dos cavalos, o Regimento de Polícia Montada (RPMont) está formando a primeira turma de amazonas da PM. Recém-formadas no curso de soldados, dez mulheres vão aprender agora, em três horas de treino diário, desde o básico (como dar banho, trotar e cavalgar) até o mais avançado (tiro em cima do cavalo e controle de distúrbios).
- A mulher fardada já chama atenção. Em cima do cavalo, muito mais. Nosso instrutor ensinou que precisamos gostar do animal, abraçá-lo, beijá-lo e conversar com ele. Também estamos aprendendo toda a parte técnica. É bom para a gente, porque o cavalo dá muito mais força para as mulheres - explicou a soldado Aline Pereira da Silva, que divide a montaria da égua Raposa com a também soldado Andréia dos Santos Barbosa.
- O comandante (coronel Álvaro Garcia) disse que está apostando suas fichas na gente, porque todos diziam que nunca iria dar certo uma turma de mulheres. Estamos com apenas duas semana de curso e já alimentamos nossos cavalos, encilhamos, damos banho. Já nos acostumamos com eles. Estava em casa no fim de semana e fiquei com saudade dela. A Raposa já é como uma filha para a gente - disse Andréia. Curso de dois meses
A turma de praças do RPMont conta ainda com 17 soldados homens recém-formados e uma aspirante que já estava lotada na unidade. Segundo o comando do regimento, depois de prontas, as alunas serão usadas no patrulhamento de Zona Sul, Recreio, Aterro do Flamengo e Tijuca.
- Esse curso básico, de dois meses, prepara os alunos para a rua. Mulheres são mais dedicadas, têm mais cuidado. A turma é boa, esforçada, e gosta do que faz - explicou o instrutor, tenente Senna.
Antes desta primeira turma com um número mais expressivo de mulheres, o RPMont tinha apenas outras três amazonas, todas elas oficiais e que foram inseridas individualmente no efetivo.

3 comentários:

xistosa disse...

O meu quintal é pequeno, mas é o animal que mais gosto.
Em pequeno, já lá vão muitos, muitos anos, vivia perto duma quinta que possuia muitos cavalos.
Um deles, que só mais tarde soube, era uma égua, eu era miúdo, e um dia dei-lhe um rebuçado.
Todos os dias, vinha da escola e ia visitar os animais.
Dei-lhe um torrão de açúcar mais tarde e nunca mais se esqueceu.
Um dia eu aproximei-me, estava com o filho do dono e ele(a), com a cabeça, veio-me empurrar.
Assustei-me e depois é que me contaram que queria um doce.

Levava-lhe rebuçados e foi com ela que aprendi a cavalgar.

britinho disse...

A PM-FEM na Cavalaria. Mais uma área da PMERJ para a mulher mostrar o quanto é eficiente. Hoje ainda há muito preconceito quanto a mulher na PM, e observando a conduta de algumas delas (a quem será que estou me referindo? rsrs) começo a achar que é pelo medo do homem perder seu espaço para elas, muito mais responsáveis e competentes. Espero que seja assim com vcs tb "as 17 da Cavalaria", não me decepcionem.

Andréa disse...

O militarismo realmente é um sonho, e a cavalaria está incluída nele com certeza. Eu só espero que quando chegar a minha hora de servi, ainda tenha oportunidades para mulheres entrarem na cavalaria!